Notícias

Agentes impendem a entrada de droga e celular em presídios da região

publicado em 23/5/2018

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) frustrou, mais uma vez, a entrada de visitantes de presos com materiais ilícitos em unidades prisionais da região. Todos os casos ocorreram no último sábado, 19.   

CDP de Bauru 
        Primeira ocorrência foi por volta das 9h15 da manhã, no Centro de Detenção Provisória (CDP) “ASP Francisco Carlos Caneschi” de Bauru, quando a esposa de detento foi flagrada pelo aparelho de scanner corporal com um objeto desconhecido na região pélvica. A mulher demonstrava nervosismo e acabou confessando às agentes de segurança que escondia um aparelho celular introduzido na vagina. O celular seria entregue ao seu marido, recluso no CDP. 


Penitenciária II de Balbinos 
Às 10h05, uma mulher tentou entrar na Penitenciária “Gilmar Monteiro de Souza” de Balbinos, com maconha escondida no cós e na barra da calça. A visitante foi encaminhada ao box de revista pessoal para ser vistoriada pelas funcionárias, que constataram a droga escondida nas vestes. Tratava-se de 24 gramas de maconha. 



Penitenciária I de Avaré 
        Uma visitante tentou entrar na Penitenciária “Dr. Paulo Luciano dos Santos” de Avaré, com um invólucro introduzido dentro de seu corpo. O flagrante ocorreu no momento em que a mulher passava pelo aparelho body scanner. Ela foi indagada pelas agentes de segurança e acabou negando que possuía algo escondido. A mulher foi encaminhada ao Pronto Socorro local e acabou retirando o invólucro da genitália. 

Em todos os casos a Policia Militar foi acionada para lavrar boletim de ocorrência. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais ilíticos. 
A SAP informa que pessoas flagradas tentando adentrar com objetos ilícitos em unidades prisionais são automaticamente suspensas do Rol de visitas.