Diário de Ourinhos

envie sua pautahoroscopo
Blogueiros

Rodrigo Satis

www.diariodeourinhos.com.br/rodrigosatis
por Rodrigo Satis
out   20133

21 gramas de Sentido

Postado em Artigos

Recentemente ao rever, novamente, pela primeira vez o filme 21 gramas, uma antiga interrogação veio à baila e me impôs insônias silenciosas que foram orientadas por perguntas do tipo “qual a natureza do Sentido?” ou ainda “alguém DOA sentido às coisas ou ele já está contido nas próprias coisas?”. Embora pareçam questões “tolas” para o leitor apressad... (continue lendo)

0comentáriosclique e comente

out   201310

O vale da convalescença

Postado em Artigos

Ter a posse concreta de sua saúde é uma das tarefas mais difíceis que o homem pode impor a si. Sem os exageros dos opostos – me refiro a de um lado o hipocondríaco e, por outro, o indiferente – a justa medida do velho Aristóteles, embora sempre esteja na boca do povo, nunca parece ter sido, de fato, uma prática de vida para as pessoas to... (continue lendo)

1comentáriosclique e comente

out   201317

O barco dos loucos

Postado em Artigos

Pontualmente se chega em uma sala de espera. Sempre existem pessoas que já, ali esperam. Esperam a anos, meses, semanas, horas e segundos por suas próprias vidas. É ai que a espera é uma espécie de arte e seus artífices nem sequer são notados durante o tempo em que, na TV, uma mulher conversa com um papagaio de pano.

Veja-se o caso de <... (continue lendo)

0comentáriosclique e comente

out   201324

Cozer o ócio em panela de barro

Postado em Artigos

Grande parte do vulgo gosta de ostentar a eleição dos temas considerados “importantes”. Nas rodas de conversas, nos cafés e nas “bocas malditas” de cada cidade esse rolo compressor temático brilha feito purpurina como no palco de um desfile de moda. Especialmente em tempos de “rede sociais” como o facebook, os assuntos em voga nessas plataform... (continue lendo)

0comentáriosclique e comente

Todo bom cidadão, ou mesmo o mal, sabe o quão se “espera” no cotidiano das cidades. A ordem da cidade é, muitas vezes, abalada pelo excesso de demandas que ela mesmo cria e não consegue dar conta. Nesse quadro de demandas não supridas, o direito legalmente constituído das pessoas se locomoverem é um dos principais aspectos afetados que promovem essa ... (continue lendo)

0comentáriosclique e comente

Diário de Ourinhos